Textos em Inglês #21 The truth about mindfulness

Olá, hello!

Hoje é dia de aprender inglês com um texto muito bacana da BBC, dá uma lida:

The Japanese Skill Copied By The World

As the sleek shinkansen bullet train glided noiselessly into the station, I watched a strange ritual begin. During the brief stop, the conductor in the last carriage began talking to himself. He proceeded to perform a series of tasks, commenting aloud on each one and vigorously gesticulating at various bits of the train all the while.
So what was he up to? You could say he’s practicing mindfulness. The Japanese call it shisa kanko (literally ‘checking and calling’), an error-prevention drill that railway employees here have been using for more than 100 years. Conductors point at the things they need to check and then name them out loud as they do them, a dialogue with themselves to ensure nothing gets overlooked.
And it seems to work. A 1994 study by Japan’s Railway Technical Research Institute, cited in The Japan Times, showed that when asked to perform a simple task workers typically make 2.38 mistakes per 100 actions. When using shisa kanko, this number reduced to just 0.38 – a massive 85% drop.

A habilidade japonesa copiada pelo mundo

À medida que o brilhante trem de bala shinkansen deslizava silenciosamente para a estação, eu assisti um ritual estranho começar. Durante a breve parada, o maquinista na última carruagem começou a conversar consigo mesmo. Ele começou a realizar uma série de tarefas, comentando em voz alta em cada uma e vigorosamente gesticulando em vários trechos do trem durante todo o tempo.
Então, o que ele estava fazendo? Você poderia dizer que ele está praticando meditação. Os japoneses chamam de shisa kanko (literalmente “checando e chamando”), uma broca de prevenção de erros que os funcionários ferroviários aqui estão usando há mais de 100 anos. Os diretores apontam as coisas que precisam verificar e, em seguida, nomeá-los em voz alta, como eles fazem, um diálogo com eles mesmos para garantir que nada seja esquecido.
E parece que funciona. Um estudo de 1994 do Instituto de Pesquisa Técnica Ferroviária do Japão, citado em The Japan Times, mostrou que, quando solicitado a realizar uma simples tarefa, os funcionários geralmente fazem 2,38 erros por cada 100 ações. Ao usar shisa kanko, esse número reduziu-se para apenas 0,38 – uma queda maciça de 85%.

Quer saber mais? Então leia a matéria completa no site da BBC.