Quando usar were e was?

Olá, hello!

How are you doing? Como você está?

I’m fine, thanks. Eu estou bem, obrigado.

Preparado para o post de hoje? Bom, se você leu o título desse post e está esperando algo bem básico, pode ser que você encontre… Mas, também quero falar desse assunto para tirar algumas dúvidas que não são tão básicas assim, como por exemplo momentos fora da regra padrão em que você usa o was e o were.

Mas, antes de falar disso, você sabe o que were e was significam?

Na verdade, eles são o passado do verbo to be, que é um dos principais verbos da língua inglês. Outro verbo muito importante é o to have, e eu falei sobre ele aqui nesse post: Aprenda a usar o verbo “to have”.

E se você quiser saber um pouco mais sobre o verbo to be, eu também já falei sobre isso em outro post: Verbo To Be – Como Usar em 4 passos.

Mas, voltando ao foco desse post, vamos falar sobre o verbo to be no passado.

Todo mundo que já estudou inglês na vida, aposto que já aprendeu como usar o verbo to be no passado, não é mesmo?

Que seria da seguinte forma:

  • I was
  • You were
  • He was
  • She was
  • It was
  • We were
  • You were
  • They were

Alguns exemplos de frase que mostram o uso de was e were, seriam essas:

  • I was alone when I lived there. (Eu era sozinha quando morei lá.)
  • Were you at homelast night? (Você estava em casa ontem à noite?)
  • She wasn’t there. (Ela não estava lá.)
  • They weren’t good fathers. (Eles não eram bons pais.)

Inclusive eu também escrevi um post falando sobre isso: Verbo To Be No Passado / Were – Was.

Mas, não é bem esse o foco desse post. Por isso, se você quiser aprender melhor sobre o básico do uso do verbo to be no passado, pode dar uma olhada nesse post que eu acabei de compartilhar.

O que eu quero falar para você são de casos extras, fora o padrão, o tradicional, em que também é possível usar o were e o was.

O were pode ser usado com outras pessoas?

Existem algumas situações específicas em que o were pode ser usado com o I, por exemplo. E é sobre isso que vamos falar agora…

Mas, diferente do que você pode pensar, esse não é mais um daqueles casos de exceção à regra. A verdade é que quando você usa o were com o I, usamos outra regra gramatical.

No caso em que essa situação acontecer, podemos chamar isso de Modo Subjuntivo (Subjunctive Mode), que inclusive também tem no português. Sendo assim, nesses casos, o were está aparecendo não como passado do to be, mas como um subjuntivo.

Vou te dar alguns exemplos de quando isso acontece:

  • I wish he were here (Eu gostaria que ele estivesse aqui)
  • I wish I were there with you. (Quem dera se eu estivesse aí com você.)
  • Wish you were here. (Gostaria que você estivesse aqui.)
  • I wish I were rich. (Quem dera se eu fosse rico.)
  • She wishes her mom were there with her. (Ela adoraria que a mãe dela estivesse lá com ela.)

Mas, não são só esses exemplos que contemplam o uso do were como Subjunctive Mode, não. Normalmente, ele é usado desse modo, quando está associado com as palavras “wish”, “if”, “as if” e “suppose”.

Por isso, vou te dar mais alguns exemplos, agora com o uso dessas outras opções:

  • She acts as if she were the boss. (Ela age como se fosse a chefe.)
  • Suppose you were very rich, what would you do? (Vamos supor que você seja muito rico, o que você faria?)
  • Suppose she were here, what would you say? (Vamos fazer de conta que ela estivesse aqui, o que você diria?)

Modo informal x formal

Talvez, se você parar para pensar, já deve ter ouvido alguém falando “if I was”, certo? Eu acabei de falar que nesses casos você deve usar o were, e não o was.

Porém, assim como no português, a gente também tem a norma culta e a do dia a dia. Por isso, se você quiser falar sobre algo mais formal, deve usar o were sempre. Mas, se estiver em um ambiente mais informal, pode usar o was sim.

Inclusive, se você quiser aprender um pouco mais sobre as diferenças entre o inglês que você aprende na escola e o do dia a dia do americano, dá uma olhada nesse post: Inglês que você aprende na escola X inglês no cotidiano.

Ah, já que a gente entrou no assunto formalidade, eu também escrevi um post te explicando como escrever um email sendo formal. Sei que isso pode ser um grande pesadelo para muitas pessoas, por isso escrevi sobre o assunto. Dá uma olhada: Como escrever um e-mail formal em inglês.

E por hoje é isso pessoal, gostaram das minhas dicas para usar o were e o was, além da conjugação no passado do verbo to be? Espero que agora você não se confunda mais.

E, se por acaso conhece alguém que está cometendo esse erro, ou qualquer outra pessoa que você acha interessante que ela acesse esse material, não esqueça de compartilhar esse link com ela, combinado?

Minha missão aqui no Brasil é fazer com que o máximo de brasileiros falem inglês, se cada um que ler esse post compartilhar com mais uma pessoa, tenho certeza que estaremos cada vez mais perto dessa meta.

Afinal de contas, todo mundo ganha quando mora num país onde o inglês é bem falado por sua população.

Falando nisso, já viu o post em que escrevi sobre uma pesquisa que disse que uma pessoa que sabe falar inglês pode ganhar mais de 60% a mais do que uma pessoa que não sabe? Olha lá: Profissional fluente em inglês vale mais no mercado.