Pergunte ao gringo: dificuldades na pronúncia

Olá, hello…

How are you? Como você está?

Hoje é dia de falar com você sobre um dos posts que virou o meu favorito….

Pergunte ao gringo!

Sabe por qual motivo ele é meu preferido? Pois com ele consigo responder uma dúvida que você, a pessoa pela qual eu escrevo todos os dias, tem e que pode estar atrapalhando o seu aprendizado.

Então, conte sempre comigo para aprender inglês aí da sua casa, sem precisar ir para um cursinho ou ter que investir muito dinheiro para isso, combinado?

Se você tiver alguma dúvida, é só comentar aqui nesse post ou em qualquer outro aqui no blog, assim como fez o Walter Carneiro, pessoa a qual irei responder a dúvida aqui no blog.

Na verdade, no caso dele, não foi bem uma dúvida… Ele comentou uma coisa que me chamou muito a atenção e que quero comentar sobre o assunto.

Para você entender melhor, dá uma olhada no comentário dele:

“Felizmente existe o “Translator” do Google que me auxilia a escrever um texto em Inglês, mas mesmo assim preciso fazer correções graças ao conhecimento básico que eu tenho do idioma. Todavia, eu tenho que corrigir várias vezes até achar que o texto será interpretado 97% corretamente pelos nativos do Inglês. As explicações do “Do” e “Does”, com o “s” na afirmação, vão me ajudar bastante a melhorar meus textos, já que para pronunciar fluentemente em Inglês eu sei que nunca vou conseguir fazer direito. Obrigado.” – Walter Carneiro

Bom, tem vários pontos que me chamou a atenção nesse comentário do Walter. O primeiro dele é em relação a tradução do Google Translator…

Realmente, Walter… Você tem razão! É bem importante que, caso você tenha esse conhecimento, sempre faça uma revisão do que o tradutor do Google entregou para você.

Isso acontece principalmente porque muitas vezes a tradução do que está escrito ali não é uma tradução literal. E, embora o Google esteja colocando em prática estratégias para traduzir frases que não são literais… Ou seja, não traduzir exatamente a palavra, mas sim o seu significado… essa tradução “não-literal” ainda não está funcionando 100%. Por isso, essa correção que você comentou é muito importante, mesmo…

Mas, o que me chamou mesmo a atenção no seu comentário e me fez criar um post sobre o assunto, foi o que você falou em relação a pronúncia de inglês.

Você comentou que nunca vai conseguir falar inglês direito, não é mesmo? Bom, meu objetivo é que você aprenda a falar inglês fluentemente, sim… Por isso, se você tem dificuldades em relação a esse assunto, vou compartilhar agora algumas dicas que podem te ajudar…

Confie em você mesmo! 

Esse é o primeiro passo para que não só a sua fluência no inglês aconteça, como também você consiga pronunciar da forma certa esse idioma.

Se você acreditar que nunca irá conseguir falar direito, você está certo… Afinal de contas, é nisso que seu cérebro irá acreditar e nem irá se esforçar para conseguir falar direito o inglês.

Porém, se você acreditar que tem capacidade de falar inglês como um nativo, você está certo também e seu cérebro irá se esforçar para aprender a falar inglês como um nativo.

Sendo assim, o primeiro ponto fundamental para você conseguir falar inglês como um nativo é acreditar que você tem esse potencial.

E todo mundo tem esse potencial, inclusive você, Walter.

Escute muito os nativos falando inglês

Uma outra prática que pode te ajudar muito na pronúncia do inglês é escutar o máximo que você puder os nativos falando inglês…

Isso pode acontecer através de um vídeo, de uma música, um podcast e por aí vai…

E o bom é que essa atividade você também pode linkar com algo que você já faz no dia a dia, ou até mesmo aproveitar algum tempo ocioso do seu dia para escutar músicas em inglês, por exemplo.

Sabe aquele tempo que você passa no trânsito? Você pode ouvir apenas músicas em inglês nesse período…

Ou então se quiser saber alguma notícia de fora, busque saber em inglês, vendo um vídeo sobre o assunto… E por aí vai.

Pratique o máximo que puder

E para praticar você não precisa ter alguém junto contigo, você pode fazer isso pelo Skype, encontrando na internet alguém que seja nativo do inglês e queira fazer uma nova amizade, por exemplo.

Hoje em dia também tem vários sites de troca de conhecimento, em que uma pessoa que fala inglês e quer aprender português, pode conversar com você para aprender português contigo e você aprender com ela.

A modernidade, a tecnologia, estão aí para nos ajudar, não é mesmo?

Então, temos que usar e abusar dela! 🙂

Grave sua voz e depois você mesmo pode se corrigir

E uma última dica que eu quero dar para você, Walter, e todos os outros que estão lendo esse post agora é para gravar a sua própria voz falando inglês.

Isso é muito importante para que você perceba onde está errando e onde precisa melhorar.

Muitas vezes quando falamos não conseguimos ter essa percepção, por isso a importância de gravar o que estamos falando. Isso vai te ajudar bastante, pode ter certeza.

Então, são essas as dicas que eu tenho para dar… Espero que elas tenham ajudado você que leu esse post até o final, e também para você, Walter, que fez o comentário no blog.

E se você quiser aprender um pouco mais sobre pronúncias em inglês, dá uma olhada nesses posts aqui do blog onde também falei sobre o assunto:

Se você tiver alguma dúvida em relação ao aprendizado de inglês, pode comentar aqui no blog que eu respondo para você, ok? Quem sabe você é a próxima pessoa a ter a pergunta respondida na série “Pergunte ao gringo”.

Muito obrigado pela sua companhia e até mais….

Bye, bye! See you….