Pergunte Ao Gringo: Dicas para melhorar o listening

Hello, Olá

How are you today? Como você está hoje?

Eu estou muito bem, e imagino que você também né? Sei que foi feriado no Brasil e no dia após o feriado, sempre estamos com as forças renovadas, ainda mais quando podemos aproveitar para viver um dia produtivo e muito divertido. Espero que você tenha tido essa experiência, pois vamos recomeçar a semana com todas as forças, prontos para novos desafios.

Hoje, vim aqui para responder mais uma pergunta da série “pergunte ao gringo”. Vocês sabem, eu adoro essa série e fico muito animado sempre que posso interagir com vocês e esclarecer suas dúvidas. Sei que esse é um belo jeito de te deixar um pouco mais perto da fluência e te auxiliar nos estudos.

Tenho recebido perguntas muito interessantes e válidas, é sempre um dilema (e dos grandes) escolher qual delas irei trazer para o blog e compartilhar com vocês.

Aproveito o momento para deixar aqui também o meu agradecimento, minha gratidão e meu sentimento de felicidade a cada mensagem de carinho que recebo diariamente. Me sinto muito realizado em poder ajudar as pessoas na busca pelos seus objetivos, principalmente quando isso tem a ver com o aprendizado de um novo idioma. Fico sempre muito emocionado quando tenho o privilégio de ler relatos contando que o aluno finalmente atingiu o nível que ele esperava de seu inglês em tempo recorde e que eu tive parte nesse processo de aprendizado.

Desenvolver um novo método de ensino nunca é fácil, principalmente quando ele não vai de encontro com os métodos tradicionais de cursinhos de inglês. Mas não pense que você está sozinho nesse barco, muitas pessoas já passaram por esse processo, inclusive eu. E, foi esse processo que me trouxe até aqui, me dando a chance de ajudar você nesse caminho.

É normal encontrarmos dificuldades quando começamos a aprender um novo idioma, principalmente quando ele é completamente oposto a nossa língua nativa (por isso, algumas pessoas tem uma facilidade incrível para aprender o espanhol, pela semelhança com o português.). As dificuldades são diversas, não há uma regra ou exceção e, nenhuma tem importância maior que a outra.

Somos diferentes um dos outros, somos únicos e por isso, nossas dificuldades também são opostas, por isso não sinta medo de errar, não tenha vergonha da sua dificuldade. Você só poderá aprimorar o assunto em que vem cometendo erros, quando finalmente aceitar esse fato e trabalhar abertamente com ele, então, a prática te levará a perfeição.

A pergunta de hoje se trata exatamente disso, dessas dificuldades que sentimos, que são próprias de cada um de nós e que ainda assim podem ser a dúvida de inúmeras pessoas que acessam o meu blog em busca de dicas.

Muitas pessoas optam por “ocultar” suas dificuldades e seguir o caminho sem tirar suas dúvidas, apenas esperando que um belo dia o universo conspire e elas possam ser cessadas hehehe

Isso é um erro, certamente depender do acaso não é a melhor maneira de conseguir aprender a língua inglesa e muito menos um caminho que leve a fluência rapidamente, por isso estou aqui para conversar com você e te auxiliar.

Bom, vamos direto ao assunto e a pergunta em questão…

Hoje o autor da pergunta é o meu leitor Alex Galdini e é encima da dúvida dele que vamos trabalhar.

Kevin continuo acompanhando suas dicas, mas a minha grande dificuldade é o listen, fala muito rápido e não consigo entender o que faço? ”

Bom, Alex. Primeiramente gostaria de te agradecer por compartilhar sua dúvida conosco, irei deixar aqui, minhas melhores dicas para auxiliar você nesse processo.

Vamos lá?

Aaah, o listen….

Não ache que essa dificuldade é exclusividade sua Alex hehehe

Na verdade, essa dificuldade é mais comum do que a gente imagina, inclusive, conheço pessoas que mesmo após conseguirem um diploma de fluência, quando visitam os Estados Unidos e estabelecem um diálogo com nativos ficam com a famosa “cara de tacho” (como vocês costumam dizer por aqui). Isso se deve ao fator SOTAQUE, ele atrapalha bastante os estrangeiros e costuma ser o grande causador dos mal-entendidos.

Bem, quanto a isso, não há o que fazer, não quer dizer que o americano em questão é mal-humorado, chato ou que ele quer fazer uma pegadinha para que você não entenda o que ele diz. Os sotaques americanos são incontroláveis, assim como os brasileiros de cada região possuem a sua “própria” maneira de falar.

Minha dica com relação é: pratique, pratique e pratique de novo para garantir.

Você deve estar se perguntando, mas como praticar algo que eu já não estou entendendo?

Ora, ora…

Os maiores professores de inglês são os estrangeiros que chegaram aos Estados Unidos sem entender nada e sofreram um processo de imersão até chegarem a fluência. Mas, isso não quer dizer que você deva ser tão radical, principalmente porque você ainda mora no Brasil e o efeito não seria o mesmo.

Primeiro, para suprir esse déficit no listen, comece aos poucos, com vídeos, os mais simples, até mesmo os infantis, eles são os melhores para quer começar, pois possuem um diálogo pausado, voltado para crianças em fase de aprendizado.

Mesmo se com esses vídeos você sentir dificuldade, opte por colocar legendas (em inglês, é claro), assim você irá aprender pouco a pouco a pronuncia de cada palavra e conforme for assimilando, irá entender cada palavra, mesmo que pronunciada rapidamente.

Mas não esqueça de tirar a legenda quando ganhar mais autonomia, ok? Assim como não deixar de lado os outros exercícios quando este começar a ficar fácil para você.

Faça esse processo diariamente e você poderá notar um aumento rápido e preciso no seu entendimento.

Espero que tenha ajudado você com a sua dúvida, Alex. Não esqueça de me contar se funcionou depois, ok?

Aproveito e deixo aqui embaixo uma lista com outros posts que podem servir de auxílio para você e para os outros leitores durante os estudos.

Abraços e até mais!