Inglês Britânico Ou Americano – Qual Você Deve Aprender?

Olá, hello!

How are you today? Como você está hoje?

Espero que esteja muito bem e sabendo tudo sobre os pronomes reflexivos em inglês, que foi o último post que eu escrevi aqui no meu blog.

Nele, além de te dar várias dicas sobre como usar e quais são os reflexive pronouns, eu também falei sobre os posts que mais bombaram na semana passada, vale a pena dar uma lida em cada um deles.

Ahhh, ficou curioso para saber quais foram os posts que comentei ali em cima? Então vou compartilhar com você os links aqui mesmo para você dar uma olhada:

Tenho certeza que você vai adorar ler todos eles! E, inclusive, um desses posts foi uma inspiração para eu pensar no tema do post de hoje…

Quando estava escrevendo o post com dicas para viajar aos Estados Unidos, me lembrei de uma aluna que, quando estava começando a estudar inglês, me fez a seguinte pergunta:

Kevin, será que eu devo estudar inglês britânico ou americano?

Então, como eu sei que essa é uma dúvida comum entre muitas pessoas, eu resolvi escrever esse post para esclarecer alguns pontos e compartilhar com você a minha opinião sobre o assunto.

Existe diferença entre as duas formas de falar inglês, o britânica e o americano? Sim!

Mas isso impacta na forma como eu vou aprender inglês? Devo optar por um ou outro… É o que vou responder hoje para você. Isso e muito mais.

Por isso, se você tem dúvidas sobre esse assunto, vai valer a pena ler esse post até o final, combinado?

Então, vamos lá…

Outros países também falam inglês

Esse é o primeiro ponto que quero te alertar e fazer você pensar. Será que só a Inglaterra e os Estados Unidos que são países que tem o inglês como língua nativa?

Você já deve saber que a resposta é não, né? Existem vários outros países que também falam inglês… África do Sul, Nova Zelândia, Austrália…

Então existem muitas outras culturas e países que falam o inglês. Sendo assim, você não precisa aprender necessariamente o inglês britânico ou o inglês americano, pois no fim das contas tudo é inglês.

Não tem como separa o inglês britânico do americano e dizer que são duas línguas diferentes.

É como aqui no Brasil, também. Todo mundo fala português, mas se uma pessoa do sul for para o nordeste, ela corre o risco de muitas vezes não entender o que o outro está falando, e vice versa.

Os vocabulários diferentes, os sotaques diferentes, a cultura diferente, não faz com que o português do nordeste seja uma língua diferente do português do sul. No fim das contas, é tudo português.

Então, não tem como você aprender só o inglês americano, ou só o inglês britânico. Você aprende inglês!

Mas, se for reparar no jeito que o brasileiro fala inglês, a gente sabe que a cultura americana está presente em muitas coisas, inclusive na forma de falar inglês. Os filmes que os brasileiros assistem, os programas de televisão e etc.

Diferente do inglês britânico que, mesmo aumentando a presença de filmes e séries vindas de lá e que são assistidas por brasileiros, ainda não chega perto da quantidade de influências americanas que os brasileiros têm.

Então, se você estudar com um professor britânico e ir para a Inglaterra, com certeza você irá tender mais para o lado britânico. Mas, isso não quer dizer que quando for para os Estados Unidos, por exemplo, você não vai entender o que eles estão falando.,

Mas existe diferença entre o inglês britânico e o americano?

Sim, eles têm algumas diferenças entre si, principalmente a pronúncia e algumas palavras se diferem. Mas isso não quer dizer que você não vai entender o que estão falando, mais uma vez quero reforçar isso.

O mesmo vai acontecer quando você for viajar para diferentes regiões dos Estados Unidos, ou seja, mesmo se você aprender o inglês americano, pode ser que você passe pelas mesmas dificuldades ao viajar pelo país do que passaria se fosse para a Inglaterra.

As pessoas têm jeitos diferentes de se expressar, de se comunicar e de falar. Mas, se você souber perguntar o que ela quis dizer com aquilo que disse, já é o suficiente para que você consiga não só se comunicar com ela, mas também aprender novos vocabulários com aquela pessoa.

Então, para finalizar, o que eu quero te dizer é para você não se importar tanto com qual inglês você irá aprender…

Seja ele o britânico, americano, australiano, africano, enfim… O que importa mesmo é você aprender o inglês, e de preferência com um nativo pois, mesmo que ele fale de acordo com o seu país, ele tem uma chance maior de te ensinar a pronúncia certa, ok?

Sendo assim, o que importa mesmo é você começar a aprender inglês, se entusiasmar e se motivar para isso. E provavelmente no início você nem vai notar a diferença entre os assentos, as pronúncias das pessoas.

Então, foco na motivação e nos seus estudos de inglês, e não necessariamente em “qual inglês” você está aprendendo, combinado?

Aqui no meu blog, como eu sou americano, acabo te ensinando muito mais o inglês americano mesmo. Mas, sempre que vejo a possibilidade, compartilho com você dicas e diferenças do inglês britânico com o inglês americano.

E por hoje é isso, pessoal… Ou melhor, por agora é isso!

Pois daqui a pouco vou escrever outro post aqui para o blog, pois estou a todo a vapor e empolgado para compartilhar minhas dicas contigo.

Espero que você também esteja empolgado para receber e colocar em prática essas dicas.

Abraços e até mais!

See you soon…

Bye, bye!