3 coisas que 6 Brasileiros Tiverem que Vencer Para Falar Inglês Fluente

Olá, hello…

How are you today? Como você está?

Eu estou ótimo, e também resolvi parar para falar com você sobre um assunto diferente.

Estou aqui hoje para falar sobre o passado, na verdade…

Sabe aqueles momentos na sua história que definem quem você é hoje? Pois é, eu passei por um desses momentos…

Uma dessas situações aconteceu comigo em 2005, quando eu ainda não falava português.

Estava apenas querendo aprender o português nessa época, pois eu tinha um grande sonho de morar no Brasil e poder ajudar uma ONG.

Só que o engraçado é que eu não conseguia aprender o português, eu achei que eu era incapaz.

Eu comecei a acreditar que eu não tinha a inteligência necessária para aprender português.

Você que me conhece pode ficar um pouco surpreendido com isso, mas o engraçado é que tem uma situação estranha que me levou a ter fluência e eu preciso compartilhar isso contigo.

Quero compartilhar essa história com você pois acredito que ela pode te ajudar a aprender inglês. E, gente, essa situação foi muito engraçada.

Eu estava frequentando uma escola de português, que eu fracassei no aprendizado e só passei alguns meses lá. Eu decidi sair e fiz amizade com uma brasileira que veio de Goiânia. Não conseguia me comunicar muito bem com ela no início, mas de repente ela começou a se desenvolver super rápido no inglês, e eu super rápido no português.

E, no meu ponto de vista, isso aconteceu por três sacadas, três coisas que ela fez e que repliquei com o meu português.

Ah, e não foi apenas ela quem fez isso… Foi uma comunidade de seis brasileiros que fugiram das dificuldades no Brasil para começar do zero nos Estados Unidos sem saber o inglês.

E foram eles que me ensinaram muitas verdades, muitos valores sobre a vida e me fizeram perceber essas três coisas, essas três sacadas que vão te ajudar a aprender inglês também e me ajudaram a aprender português.

Essas três sacadas transformaram a minha vida, e vai transformar a sua vida também. Pois, conquistando a fluência em inglês, vai te permitir conseguir tudo que quiser. Não é só a conquista da língua, é um novo estilo de viver, uma transformação do seu cérebro quando você começa a aprender inglês.

Por isso, vou falar agora quais foram os três passos, as três sacadas:

Focaram no prático, e não no acadêmico

Como eles estavam num país onde precisavam aprender inglês, não era uma questão de escolha, a motivação e necessidade eram dois fatores muito importantes para ajudá-los a aprender inglês em apenas 4 meses.

Porém, além disso, eles também focaram naquilo que dava resultados poderosos para eles em termos de crescimento na curva de aprendizado do inglês, e da fala mesmo, do poder de comunicação.

Eles não estavam focados em aprender regras gramaticais, mas sim em aprender a se comunicar com as pessoas.

Com isso, as regras gramaticais meio que entravam na cabeça deles sem precisar ficar treinando e decorando várias regras. E esse eu vejo que é um dos maiores erros dos cursos de inglês no Brasil, eles focam demais na gramática e pouco na prática. Porém, a prática é parte fundamental desse processo de aprendizado de inglês.

Além de ser mais fácil, falar inglês e ver que você consegue se comunicar, te dá confiança para continuar falando. E, quanto mais você fala, mais você aprende. É um ciclo que, quando inicia, só tende a aumentar de maneira muito rápida.

Então, se você ainda não está praticando o seu inglês, comece agora mesmo a sinta os resultados.

Utilizam as 500 palavras de alta frequência

Eu costumo falar aqui no blog da Lei dos Paretos, você já ouviu falar?

Nela, a gente aprende que para ter 80% dos resultados, a gente precisa de 20% do esforço. E o mesmo vale para o inglês…

Para ter 80% da fluência, você precisa saber bem apenas 20% do inglês. Só que tem algumas palavras que são extremamente usadas no inglês e elas são muito importantes para o seu aprendizado, a sua fluência.

Sendo assim, você não precisa aprender todas as 6 mil palavras que existem no vocabulário inglês. Aprendendo as principais já é um ótimo caminho.

Então, dá uma olhada nesses posts onde falei sobre o assunto:

Falavam “em volta” das palavras não conhecidas

No lugar de querer sempre falar exatamente as palavras que querem, ou até mesmo de ficar com medo de não saber falar alguma palavra, eles sabiam que sempre poderiam usar os recursos que tinham para se comunicar.

Se não sabiam falar bola em inglês, por exemplo, falavam “como é o nome daquela coisa redonda que usamos para jogar futebol?”.

Ou até mesmo mímica, porque não? hehehe

O mais importante é se comunicar e, a partir daí, ir se soltando e aprendendo novos idiomas. Mesmo fazendo mímica, a partir daquela situação eles aprendiam a falar a palavra que antes não sabiam. E, além disso, a situação era tão engraçada que eles acabavam não esquecendo da palavra também por causa do momento, que eles não esqueciam.

Sendo assim, o terceiro passo para você conquistar a sua fluência em inglês é ter autoconfiança e saber que sempre é possível se comunicar com o nativo de inglês. E, quanto mais você se comunicar, mais vai aprender e mais vai ganhar confiança para continuar se comunicando.

E aí, o que achou desses três passos, dessas três sacadas? Elas me ajudaram muito, ajudaram esses brasileiros e também vão te ajudar se você começar a colocá-las em prática.

Aprender inglês pode ser divertido e rápido, mas você não vai aprender nada se não se dedicar, se não praticar. Por isso, também depende de você aprender inglês rápido ou não.

E se tiver alguma dúvida, pode contar sempre comigo. E eu também conto com você para compartilhar esse post com os seus amigos, combinado?

Abraços e até mais…