Falar Inglês – Sonho de uns, Pesadelo de Outros!

Hello people!

Tenho alguns amigos brasileiros e eles sempre dizem que no Brasil o ano só começa mesmo depois do Carnaval…

Agora que o feriado já acabou, quero saber se vocês estão prontos para “começar o ano”?

Falar inglês

So good!

Para muitas pessoas que eu conheço, falar inglês é praticamente a realização de um sonho.

São pessoas que se encantam com a possibilidade de se comunicar num idioma diferente, que absorvem todas as palavras, a entonação, a pronúncia…

Por outro lado, também conheço diversas pessoas que dizem odiar o idioma.

Para esses, falar inglês é uma espécie de trauma, um carma.

– Não gosto, mas preciso!

É o que eles costumam repetir…

Acho que já deu pra notar o que diferencia um grupo do outro, não?

  • Para uns, aprender um novo idioma é um prazer, um mundo novo que se abre.
  • Para outros, é uma obrigação, uma necessidade imposta por terceiros: o mercado de trabalho, o chefe, a família…

Quando encontro pessoas que me dizem que não conseguem aprender porque não gostam do idioma, eu geralmente respondo:

– Você gosta sim! Apenas não encontrou o método certo!

Vou dar um exemplo bem simples de como é difícil achar um brasileiro que não goste de inglês…

Você já parou para pensar que está rodeado de músicas, filmes, seriados, documentários, tudo isso em inglês?

Leia também o artigo >>> “Como Aprender Inglês Rápido – A Verdade que Nunca te Contaram”

E isso acontece porque o som do idioma é agradável aos ouvidos brasileiros e o público gosta!

Tenho certeza de que você conhece alguém que não fala uma palavra de inglês, mas odeia filmes dublados em português!

E que também gosta muito mais de música internacional do que outra coisa.

Então a grande questão é:

Por que o brasileiro não aprende a falar inglês?

Na minha opinião existem alguns pontos cruciais que fazem com que o brasileiro tenha uma dificuldade grande em aprender inglês…

Falar Inglês Sonho de uns, Pesadelo de Outros!

E, sendo assim, isso vire um grande pesadelo para quem precisa do idioma por questões pessoais ou profissionais.

– Metodologia de ensino equivocada:

Já falei sobre esse assunto aqui no blog, inclusive esse ponto é algo que pode deixar muita gente revoltada.

O ensino do inglês na escolas de idiomas é completamente errado, gente! As escolas usam materiais com foco na gramática e fazem os alunos decorarem longas listas de palavras e verbos.

Esse método é totalmente ineficiente!

Não é a toa que vemos tanta gente que passa anos estudando e não consegue formar frases simples para se comunicar.

Aprender inglês deve ser uma vivência, é como uma criança que aprende a falar e precisa observar e repetir, associar e interpretar.

– Desejo incontrolável de falar como um nativo:

A grande maioria dos brasileiros acha que aprender inglês significa aprender a falar igualzinho a um nativo e esse não deve ser o principal objetivo de quem estuda o idioma.

Esse tipo de atitude só vai fazer com você perca tempo, pois o que importa realmente é se comunicar de maneira efetiva.

Todo estrangeiro vai ter sotaque, isso é fato!

– Autocrítica exagerada:

Falar Inglês Sonho de uns, Pesadelo de Outros!

Outro ponto que atrapalha é que muitos brasileiros querem ser perfeitos na gramática e acabam tendo medo de falar inglês.

Gente, se você não pratica, não tem como evoluir e atingir a fluência. Medo de falar é um grande atraso no desenvolvimento de quem quer aprender inglês.

Leia o Artigo >>> “Como colocar o Inglês no Seu Dia a Dia” e “Coloque o Inglês na sua Agenda Diária”

Basicamente esses são os motivos que fazem com que as pessoas tenham traumas e pesadelos com o inglês…

Gente, nem preciso dizer que está tudo na sua cabeça!

Basta encontrar um método eficiente que se encaixe na sua rotina e você vai descobrir o prazer de aprender uma nova língua.

Pensem nisso, ok?