Diferença entre Scanning e Skimming

Olá pessoal!

Uma leitora do blog me escreveu para eu contar a diferença entre Scanning e Skimming.

Achei um tema bem pertinente e como o pedido de vocês é uma ordem, o assunto da postagem de hoje é: A diferença entre Scanning e Skimming.

Primeiro você precisa saber de uma coisa: Scanning e Skimming são estilos de leitura e é importante saber dessas diferenças para saber as técnicas.

Várias pessoas já descobriram os efeitos e os benefícios de utilizar os inúmeros estilos de leitura.

Algumas pessoas chamam esta técnica de inglês instrumental, pois você utiliza algumas noções básicas para conseguir realizar uma leitura.

Bacana, né?!

Você se lembra quantas vezes olhou para um título de uma notícia e sem ler o texto já saiu falando por aí o que tinha acontecido?

Já me disseram que muitos brasileiros fazem isso…hehe

Mas o que muitos não sabem é que essa leitura pode ser considerada uma leitura dinâmica, aquele leitura rápida sobre determinado assunto…

E é por isso que eu vou te apresentar a leitura Skimming.

Essa técnica, o leitor busca a ideia geral que o texto apresenta…uma forma de “passar os olhos no texto…”

… e por incrível que pareça pode entender o texto sem ter lido completamente, como no exemplo que eu dei do título de uma notícia.

E vou te contar um segredo, para realizar essa leitura…

… você começa observando as palavras que você sabe e a partir daí desenvolve o raciocínio lógico com as ideias gerais do texto…

Uma outra dica é prestar muita atenção nos títulos dos textos, pois na maioria das vezes a ideia geral já está presente ali e fazer uma leitura rápida sobre as palavras…

Essa técnica de leitura é muito utilizada por pessoas que estão se preparando para um mestrado, doutorado ou até concursos públicos.

Uma curiosidade é a maneira como você vai ler este texto…

Você não pode ler ele de cima para baixo e sim realizar um zigue zague…

Ficou confuso? Calma!

Na imagem abaixo você vai entender melhor o que estou dizendo…

Diferença-entre-Scanning-e-Skimming2

Parece um monte de rabiscos, né?! Mas é o movimento dos olhos…

Claro que o movimento é livre, mas o que você precisa entender é dar uma olhada geral no texto, identificar as palavras e pegar a ideia…

Ah, as palavras desconhecidas nesta técnica de leitura são ignoradas e são observadas as palavras que você conhece…

Ou seja, achou uma palavra desconhecida no texto? I-G-N-O-R-E e volte a fazer a leitura pelas palavras que você conhece…

Você não está acreditando que isso resolva? Mas então pode confiar…

Ah, a maioria das provas de proficiência aplicadas nas Instituições Públicas do Brasil são textos simples que podem ser utilizadas a Skimming

Aliás, uma maneira bem fácil de conseguir um certificado de proficiência… o certificado é importante para quem quer fazer intercâmbios, mestrado, doutorado…

Viu?! Sempre te dou umas dicas bacanas…hehe

Só espero que você não se acomode e corra atrás sempre…

Aliás, eu escrevi um texto falando sobre a importância da fluência no inglês…

Talvez seja bacana a leitura para você compreender os inúmeros benefícios que um segundo idioma traz em nossas vidas…

Mas voltando para as nossas técnicas de leitura…

Vamos partir para a Scanning…

A primeira coisa que eu quero que você saiba sobre esta leitura é o significado da palavra Scanning…

Ela é complementação da primeira técnica…

…e é realizada depois de fazer a Skimming…

A Scanning é uma leitura mais detalhada e tem o objetivo de fazer o leitor ter mais informações sobre o texto…

… ou seja, informações especificas…

A técnica Scanning é muito utilizada em artigos científicos, dissertações de mestrado ou teses de doutorados…

… devido a quantidade de palavras especificas que muitas vezes moldam o sentido do texto.

É realmente um processo de scanear o texto com os olhos…

… buscar palavras mais especificas e informações precisas…

… é um processo que o leitor precisa saber um pouco mais de vocabulário…

Mas podemos dizer que, se você vai ler um artigo cientifico de biologia e conhece as palavras desta profissão em inglês e os termos…

… a sua familiaridade com o assunto será outra e a leitura irá ocorrer mais rapidamente…

Agora se você não tem muita familiaridade com este assunto, com certeza irá demorar um pouco mais para compreender…

Mas quero que saiba que não é impossível, aliás é muito possível!

Uma reportagem na revista exame foi publicada sobre as técnicas de inglês instrumental… e comprovou que é possível ler mesmo não sendo fluente no idioma, apenas utilizando as técnicas que eu disse ali em cima…

Por isso, espero que você tenha descoberto as diferenças entre Scanning e Skimming e consiga utilizá-las no seu dia-a-dia…

Apenas treinando para chegar ao nível de fluência e claro, muita, muita persistência…

Te aconselho a pegar provas de proficiência das instituições públicas no Brasil como a Unicamp, UFSC, USP, UFRGS, entre outras e ir tentando ler os textos dessas provas…

Para você não ter desculpas que não encontrou… eu selecionei algumas provas para você baixar e resolver aí da sua casa…

Provas de proficiência da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Agora não quero saber de desculpas hein?!

Utilize as dicas que eu te passei e bora ficar craque no inglês!!

Você pode, você consegue! Acredite nisso!

Se você está gostando das minhas dicas e quer aprender inglês rápido e receber minhas dicas por e-mail….

…você pode clicar agora NESTE LINK que vai te redirecionar…

…para uma página onde você vai colocar o seu e-mail.

A partir disso, você vai receber os cursos, aulas e vídeos…

…que ofereço gratuitamente para as pessoas que estão neste grupo.

Assim a gente fica mais próximo, eu posso te contar todos os detalhes de como ficar fluente,

e você finalmente vai entender que não é nenhum “bixo de 7 cabeças” aprender inglês.

Eu quero, realmente, te ajudar a chegar, mais rapidamente…

…e mais facilmente, até a sua fluência.

Não demore mais tempo adiando para aprender inglês, eu te garanto que com as minhas dicas e com a sua força de vontade você vai voar mais que um pássaro…

Espero receber sua visita mais vezes aqui no blog…

Um abraço,  Kevin!