Dicas para treinar a sua memória e aprender inglês

Olá, hello…

How are you? Como você está?

Quem me acompanha aqui no blog sabe que eu sempre falo sobre a importância de você realmente entender sobre o assunto, e não decorar tudo que a gente estuada por aqui, não é mesmo?

Eu também sempre falo da importância em conseguir achar um equilíbrio entre a parte teórica e a parte prática do inglês. Digo isso pois, muitas vezes, os alunos acabam focando demais na teoria, estudando muito a gramática e os vocabulários, e em contrapartida, acabam não praticando tanto o inglês quanto deveriam.

O resultado disso? Eles não conseguem aprender inglês tão rápido quanto deveriam, não conseguem aprender inglês de um jeito divertido, ficam anos pagando cursinho de inglês e por aí vai…

Porém, mesmo que você não esteja focado em aprender inglês focado demais na teoria, na decoreba, tem uma coisa que é muito importante você ter independentemente da forma em que você escolheu estudar inglês, independente da sua metodologia de aprendizado.

Estou falando da nossa memória, da sua capacidade de memorizar tudo que aprendeu! Afinal de contas, não importa como você aprendeu, é fato que você vai precisar memorizar aquilo para continuar aprendendo mais e mais, e se mantendo fluente no idioma também.

Então, eu resolvi compartilhar com você no post de hoje algumas dicas bem importantes para te ajudar a manter a sua memória muito boa e, além disso, exercitá-la também para ficar cada vez melhor.

E aí, se interessou pelo assunto?

Se você tiver comprometido com o seu aprendizado de inglês, tenho certeza que vai ler esse post até o final!

Vamos lá para as dicas…

Esqueça a decoreba, foque no dia a dia!

Essa eu diria que é uma das dicas mais importantes e também é ela quem me motiva a escrever vários posts sobre séries, músicas e afins aqui no blog.

Pra você que não entendeu o que eu quero dizer com “esqueça a decoreba, foque no dia a dia”, eu vou explicar agora mesmo…

Na hora de aprender alguma coisa, seja inglês ou o conteúdo para o vestibular, sei que tem muita gente que fica decorando as regras, pendurando cartazes pela casa para não esquecer o conteúdo e por aí vai.

Não que essa seja uma prática que não funcione, ela funciona sim. Porém, funciona apenas para você lembrar daquilo no dia seguinte, e não para lembrar pelo resto da sua vida.

Por isso, é importante que, se você quer aprender inglês para ser fluente nele de verdade e não apenas passar em uma prova, você comece a inserir ele no seu dia a dia e comece a aprender e praticar através disso.

E é esse contexto que vai fazer com que você aprenda o inglês mesmo, e não apenas decore.

Então, essa é minha dica principal de hoje: foque em colocar o inglês no seu dia a dia, ok?

E você também pode contar com esses posts para isso:

Use o inglês, mesmo que no português!

Você já deve ter reparado que no próprio português tem várias coisas que vocês falam e que estão no inglês, não é mesmo?

Hot-dog, banner, mouse,… Enfim, são várias palavras que estão no inglês e que são usadas no português normalmente.

Então, quanto mais você conseguir inserir esse tipo de situação no seu dia a dia, melhor.

Dessa forma, seu cérebro já vai se acostumando com essas palavras e pode ter certeza que tudo ficará mais fácil na hora de falar inglês.

Mas, é importante você tomar cuidado, pois tem algumas palavras em português que o contexto usado é completamente diferente do inglês.

Dá uma olhada nesse post e conheça algumas delas:

Não esqueça de trabalhar seu corpo!

Você pode estar se perguntando: mas, Kevin, o que o corpo tem a ver com a memória?

E eu te respondo que tem tudo a ver… nós somos um ser único e temos tudo interligado!

Praticar exercícios regularmente, mesmo que por apenas 20 minutos, faz com que seu cérebro crie conexões neurais mais rapidamente.

Você vai ficar mais disposto, vai conseguir estudar melhor e consequentemente sua memória também estará melhor.

Sendo assim, se deseja ter uma boa qualidade de vida, com a sua memória na máxima potência, não esqueça de dedicar alguns minutos do seu dia para a prática de exercícios físicos.

E dessa forma eu encerro a minha lista de dicas para te ajudar a melhorar a sua memória. Foram três dicas, mas tem bastante coisa aí para você colocar em prática.

Melhorar a memória também é uma questão de hábitos… De ter o hábito de praticar exercício, de ter contato diário com o inglês, de inserir o idioma na sua fala do dia a dia e por aí vai.

E, então, está preparado ou preparada para mudar seus hábitos e conquistar sua fluência de inglês?

Acredito que sim, não é mesmo? Conta comigo nessa missão, estou aqui para te ajudar.

Falando nisso, se tiver alguma dúvida em relação ao aprendizado de inglês, pode comentar aqui no blog que será um prazer para mim responder a sua dúvida.

Conta comigo, e eu conto contigo também para compartilhar esse post com os seus amigos, combinado?

Vamos que vamos, espalhar por aí a mensagem de que aprender inglês é muito mais fácil do que muitos imaginam.

Abraços e até mais…

See you! Bye…