Dicas para quem quer conhecer Nova York

Olá, hello!

How are you? Como você está?

Eu estou muito bem, obrigado por perguntar! E hoje estou aqui para falar sobre um assunto que são poucas as pessoas que não gostam: viajar!

Acho que deve ser bem difícil encontrar uma pessoa que não gosta de viajar! Mas, eu sei que elas existem…

Então, se você for uma dessas pessoas, infelizmente esse post não é para você!

E, em contrapartida, se você for uma pessoa que gosta de viajar… esse post é perfeito para você!

Ah, e se você, além de gostar de viajar, sonha em conhecer os Estados Unidos, mais precisamente a cidade de Nova York… Bom, esse post foi feito na medida para você!

Digo isso pois o assunto do post de hoje é: Dicas para quem quer conhecer Nova York!

Então, se você está buscando isso, meu conselho é ler esse post até o final!

Bom, como bom professor de inglês que sou, não poderia começar a falar sobre esse assunto sem chamar a sua atenção para um ponto bem importante.

Muitas pessoas na hora de planejar a sua viagem para outro país pensam em várias coisas… Qual é o vôo que vai pegar, o hotel que ficará hospedado, quais são os passeios que irão fazer, as cidades que irão viajar. Enfim… tem muita coisa nessa lista, não é mesmo?

Porém, muitas vezes as pessoas esquecem de um assunto tão importante quanto todos esses que eu citei: o idioma, ou seja, aprender o inglês!

Tá certo que as pessoas dizem que você pode se virar mesmo não sabendo inglês. Que tá cheio de brasileiro espalhado no mundo inteiro e que sempre aparece um para te ajudar na hora do imprevisto.

Mas, e se isso não acontecer? E se não tiver ninguém para te ajudar? E se você estiver numa situação até mesmo perigosa…

Como, por exemplo, se perder dentro de uma comunidade perigosa e não saber como sair? Não saber como pedir informação e também não ter nenhuma tecnologia que te auxilie a sair desse momento?

Todo mundo tá passível de passar por uma situação em que precisa saber falar algum idioma.

Já teve uma aluna minha, por exemplo, que foi viajar para a África do Sul com a mãe dela e, chegando lá, ela passou mal com a comida local. Ficou alguns dias de cama mesmo, muito mal, tendo dificuldades para se comunicar.

Entre as duas, era ela que sabia falar inglês e era dela que a mãe dependia para se comunicar. Só que, quando a minha aluna ficou doente, a mãe ficou sem saber o que fazer. Estava num país onde ela não conhecia nada, com a sua filha doente, e sem saber ao certo como ajudar.

Bom, não quero aqui te colocar em pânico e nem mesmo te impedir de fazer a viagem por não saber falar inglês. Só quero te deixar preparado ou preparada para esse tipo de situação.

Por isso, mesmo que tenha alguém junto com você que saiba falar inglês, é muito importante que você mesmo aprenda no mínimo o básico no inglês. O básico para conseguir se expressar.

Aprender algumas palavras que você possivelmente irá usar, algumas expressões locais da região onde você vai visitar, assistir alguns vídeos dos nativos falando na internet. Assim você já vai ficando mais acostumado ou acostumada com o sotaque local e o novo idioma.

Se quiser começar estudando com o básico, aqui no meu blog tem vários conteúdos bacanas.

Dá uma olhada em alguns deles:

Então, antes de falar propriamente de Nova York, eu queria te chamar a atenção para esse ponto tão importante: não viajar para fora do Brasil sem saber nada em inglês.

Relembrando que você não precisa ser a pessoa mais fluente do mundo para poder viajar, mas sim, ter uma noção básica do inglês para evitar que você passe por situações embaraçosas, ok?

Dito isso, então que tal começarmos a falar de Nova York?

Dicas para quem quer conhecer NY

Conhecer Nova York nos Estados Unidos é um sonho de muitas pessoas, não é mesmo?

A cidade é conhecida no mundo inteiro e está sempre presente em séries e filmes famosos, o que desperta ainda mais a vontade nas pessoas de irem até lá.

Por isso, no post de hoje eu resolvi compartilhar com você algumas dicas importantes para quem realmente quer realizar esse sonho de conhecer a cidade.

Não fuja do clichê!

Eu sei que certas coisas muito clichês tem gente que gosta de evitar, até porque sempre tem muita gente junto!

Porém, se você estiver em Nova York, tem muitos clichês que não dá para serem evitados.

Você vai precisar, por exemplo, visitar a Estátua da Liberdade, o Central Park, a Times Square, a ponte de Brooklyn, Manhattan, a Broadway e muitos outros lugares maravilhosos e super badalados de Nova York.

Evitar os clichês não é uma opção para quem quer passear nessa cidade.

Você vai querer visitar um museu!

Tem muitas pessoas também que não gostam de visitar museu, acham uma perda de tempo.

Bom, se você é uma dessas pessoas, imagino que irá se surpreender com o que vai encontrar em Nova York.

Isso porque tem todo tipo de museu que você possa imaginar por aqui.

Desde os mais clássicos, até os mais modernos.

Então, você vai querer dar uma passada no MET, Metropolitan Museum of Art, um dos museus mais importantes do mundo. Ou então, quem sabe, visitar também o museu que foi cenário para o filme “Uma noite no Museu”, que é o American Museum of Natural History.

Esses são só alguns exemplos das possibilidades que você encontrará por lá, então, vale a pena investir um pouco do seu tempo na viagem para conhecer esses lugares.

Não tem como evitar as compras!

Brasileiro em Nova York normalmente vai a loucura com os preços, a qualidade e a variedade dos produtos que ele encontra nos Estados Unidos.

Você pode encontrar tanto marcas mais famosas e de grifes mais sofisticadas, como também roupas extremamente baratas (mesmo que você pague em dólar) e com ótima qualidade.

A Macy’s, por exemplo, é uma das lojas de departamento mais famosas dos Estados Unidos e também conhecida como uma das maiores lojas. Para quem não sabe, ela tem 11 andares cheio de ótimas coisas para você comprar. Além disso, estrangeiros ainda têm 10% de desconto nas suas compras.

Algumas marcas nos Estados Unidos não são tão famosas, porém no Brasil são. Por isso, você pode encontrar grandes marcas com um preço bem mais reduzido até mesmo do que no Brasil.

Esqueça a dieta!

Por favor, não viaje para Nova York de dieta. Na verdade, não viaje para lá querendo comer muito pouco! Afinal de contas, você também pode fazer uma viagem gastronômica pela cidade.

Tem sanduíches maravilhosos, comida italiana de cair o queixo, vários fast-foods incríveis, e até mesmo as barraquinhas de rua tem comidas muito boas. Vale a pena você provar! (muitas vezes elas são até melhores e mais baratas do que as comidas de restaurante)

E, uma boa desculpa para você esquecer a dieta é que, provavelmente, você vai andar muito pela cidade. Então, terá bastante calorias para recuperar depois de tanto caminhar…

Se você não está pretendendo caminhar pela cidade, bom, deveria! Pois assim poderá aproveitar melhor o dia a dia dela mesmo…

Dica final: dê gorjeta!

E a última dica vem aí… Ela é a última, mas não quer dizer que é menos importante! Afinal de contas, ela é super importante…

Bom, assim como em muitos outros países, dar gorjeta é uma prática bem comum para os nativos da região. Sair do local sem dar gorjeta, por exemplo, é a mesma coisa que dizer que o serviço daquela pessoa foi muito ruim.

Então, se você acreditar que o serviço dela foi muito bom, não pense duas vezes antes de dar uma boa gorjeta para essa pessoa. No Brasil, eu sei que a gorjeta é opcional e é no valor de 10% do que você consumiu.

Porém, nos Estados Unidos isso é praticamente uma obrigação, você dar a gorjeta, e o valor varia de 15% até 20% do valor da conta.

Como você pode perceber, a gorjeta é um pouco mais gorda do que a gorjeta brasileira. Isso porque, ao contrário do Brasil, no que eles realmente ganham (os garçons e afins) é na gorjeta. Por isso, eles contam com a sua colaboração.

Era isso que eu tinha para compartilhar hoje com você, o que achou? Ficou mais animado ou mais animada para viajar aos Estados Unidos? Para Nova York?

Espero que sim! Abraços e até mais…

See you!