As contrações no inglês

Olá, hello…

How are you? Como você está?

Eu estou muito bem, obrigado… E pronto para compartilhar contigo mais uma dica de como aprender inglês de um jeito fácil e rápido.

Bom, quem me acompanha sabe que sempre dou várias dicas para vocês e falo sobre vários assuntos.

Um deles é a questão da tradução. Inclusive já fiz um post falando sobre a diferença de traduzir um conteúdo e de realmente entender aquele conteúdo.

Dá uma olhada nessa postagem: Descubra a diferença entre traduzir e entender o inglês.

Ficar sempre traduzindo um conteúdo, ou seja, colocando letra por letra do que seria em português no inglês e vice-versa, é muito perigoso.

Isso porque muitas vezes uma expressão no português não é usada do mesmo jeito que no inglês, ou até mesmo existem regras no inglês que não existem no português e por aí vai.

Por isso, é muito importante você entender o inglês e não buscar sempre traduzir.

Um bom exemplo disso são as contrações em inglês! Você já viu elas serem usadas no português? Não existe isso na língua portuguesa, é algo do inglês.

Então, para traduzir, você não vai usar contração e ela não vai ficar exatamente igual ao que estava no inglês.

Mas, antes de falar disso, quero falar com você que não sabe o que é contração…

Vou te explicar para que você entenda do que estamos falando. Muito importante, né? hehehe

O que é contração no inglês?

Uma palavra com contração no inglês é uma palavra que foi reduzida, unida com outra, para que sua fala e escrita fiquem mais fáceis.

E elas são bem comuns no inglês… Você já deve ter visto, por exemplo, a palavra aren’t, não é mesmo?

Aren’t é uma contração de are not no inglês. Então, é a junção dessas duas palavras, que se transformaram em uma para que a sua escrita e a sua fala fiquem mais fáceis, mais fluída do que se tivesse que falar ou escrever as duas delas.

Entendeu agora o que é uma contração? Se ficou alguma dúvida, é só me perguntar.

Quais são as contrações em inglês?

Bom, como elas são bem comuns no inglês, são várias as contrações. Mas vou dar um apanhado geral hoje aqui das principais contrações, aí você vai conhecer mais sobre esse assunto.

O uso delas é exatamente os mesmos das palavras que estão contraídas, e você pode usar as contrações sempre que quiser. É comum elas serem usadas bastante em ambientes descontraídos, do dia a dia e etc. Em ambientes mais formais elas podem até ser usadas, mas muitas pessoas preferem não usar para ter uma linguagem mais formal mesmo.

Então, vou te dar agora vários exemplos de contrações no inglês:

Aren’t: Are not
Can’t: can not
Hadn’t: had not
Wasn’t: was not
Shouldn’t: should not
Isn’t: is not
Hasn’t: has not
Doesn’t: does not
Don’t: do not
Mustn’t: must not
Weren’t: were not
Wouldn’t: would not
Didn’t:did not
I’d: I would
I’m: I am
You’re: You are
He/She/It’s: He/She/It is
We’re: We are
We’ve: We have
You’re: You are
They’re: They are
I’ll: I will
You’ll: You will
He/She/It’ll: He/She/It will
We’ll: We will
You’ll: You will
They’ll: They will
Shan’t: shall not
Won’t:will not
Essas são algumas palavras contraídas que você pode começar a usar no seu dia a dia. Como falei antes, existem muitas outras formas de contração no inglês, pois isso é algo bem comum.
Porém, isso não quer dizer que você precisa saber todas elas… Você pode começar aos poucos, pelas principais e, conforme for, vai aprofundando e aumentando os seus conhecimentos, o seu vocabulário.
Essa é a forma ideal na verdade de estudar inglês de um modo geral. Você não precisa começar sabendo de tudo, tem que começar pelo básico e ir praticando já o básico que está estudando.
Muitas pessoas acham que para começar a falar inglês você precisa ser expert na teoria. Mas, não é bem assim… É só a prática que vai te dar o que você precisa para memorizar tudo que estudou. Se ficar estudando, estudando e estudando, no fundo não vai aprender tão rápido quanto poderia.
É por isso que você fica anos e mais anos estudando inglês e tem a impressão que não aprende nada, pois muitos cursinhos ainda incentivam o estudo da teoria e não incentivam tanto a prática.
Por isso, vou compartilhar agora com você alguns posts que fiz aqui no blog que vão te ajudar a praticar inglês. Leve esse assunto bem a sério pois ele pode te ajudar muito a aprender inglês mais fácil e de um jeito divertido:

Todas essas dicas que compartilhei nesses posts são formas de você conseguir praticar o seu inglês. Seja dentro de casa, sozinho(a), ou então em uma viagem – que pode ser sozinho(a) ou acompanhado(a), você que escolhe.

E tem também formas diferentes de aprender inglês, como por exemplo através de um jogo online ou através de um aplicativo que você baixa no celular e tem tudo o que precisa na palma da sua mão.
Então por hoje era isso que eu tinha para compartilhar com você de conteúdo, o que achou? Ficou alguma dúvida?
Se tiver qualquer dúvida, sobre qualquer assunto relacionado ao aprendizado de inglês, pode comentar aqui no blog, tá?
Estou fazendo uma série de post bem legal chamada “Pergunte Ao Gringo”. Nela, eu sempre respondo a dúvida de um dos meus seguidores. Quem sabe você possa ser o próximo ou a próxima.
Pode contar comigo para isso que eu também conto com você para compartilhar esse post com os seus amigos. Vamos espalhar a ideia de que aprender inglês pode ser muito mais fácil e divertido do que as pessoas pensam.
Abraços e até mais! Bye… See you!