Aprender inglês – Um guia definitivo

Hello, how are you?

I hope you are well… Espero que você esteja bem!

Pois hoje resolvi separar um tempo especial aqui na minha agenda para te passar várias dicas que irão te ajudar a aprender inglês de uma maneira rápida, fácil e muito prazerosa.

Aqui no meu blog você já encontra várias dicas de como aprender inglês, mas como são várias dicas e das mais variadas formas, resolvi então fazer esse resumo de tudo que já passei para você aqui no blog até hoje…

São dicas que eu mesmo coloquei em prática quando aprendi os 5 idiomas dos quais sou fluente, e também são dicas que milhares de alunos brasileiros colocaram em prática na hora de aprender inglês…

Ressalto que são brasileiros pois cada uma das nacionalidades têm suas dificuldades para aprender um novo idioma, como o inglês… E, quando milhares de pessoas que falam o mesmo idioma que você conseguem aprender a partir dessas dicas, é porque você também pode aprender.

Basta acreditar em você mesmo, se dedicar e manter a motivação em alta, ok?

Então, vamos para as dicas…

A fórmula perfeita para aprender inglês

Tem muita gente que me pergunta qual é a fórmula perfeita para aprender inglês. Bom, existem várias coisas que podem ser feitas para te ajudar a aprender inglês de uma forma fácil e rápida, além de, claro, prazerosa…

Mas, uma fórmula perfeita e padrão que vai te ajudar a atingir esse objetivo é a seguinte:

  • Mergulhar de cabeça no idioma Aplicando ele no seu dia a dia
    Esse é um dos principais motivos pelo qual os brasileiros não conseguem aprender inglês. Você não vai ficar fluente em inglês estudando ele poucas vezes por semana.E, para mergulhar de cabeça no inglês, é precisa seguir alguns conselhos que irei te dar mais pra frente nesse post… Com certeza vai valer a pena ler ele até o final.
  • Treinar seu ouvidoAprender com o que você ama.
    Ser fluente em inglês também tem tudo a ver com a sua capacidade de ouvir e entender o que o outro está falando. Afinal de contas, não existe conversa sem uma segunda pessoa que possa se comunicar com você.
    Por isso, treinar o seu ouvido não só para entender inglês, mas como também entender os diferentes sotaques das pessoas que falam inglês, também fará toda a diferença na sua fluência.
  • Treinar escrever em inglês – Com textos em inglês
    Quando você fala pra você mesmo “quero aprender inglês”, pode ter certeza que seu foco não deve ser apenas o falar inglês. Saber escrever em inglês é tão importante quanto saber se comunicar através da fala.
    Não esqueça da importância de também saber escrever, ok?
  • Praticar com nativosEncontrar lugares onde praticar.
    E de nada adianta tanto estudo, se você não praticar. Afinal de contas, foi para isso que você começou a estudar inglês, não é mesmo? Para praticar…Além de te dar mais confiança, praticar inglês também é uma ótima forma de você memorizar tudo que tem estudado. E, se ainda não conhece nenhum nativo, pode ter certeza que a internet e as redes sociais podem ser um ótimo meio de começar a fazer amizade com alguém que está do outro lado do mundo.
  • Pensar em Inglês – Deixar de traduzir para pensar em inglêsIsso é algo que vejo muitos brasileiros fazendo: traduzindo o inglês para o português enquanto estão ouvindo, depois traduzem o português para o inglês enquanto falam.Além de prejudicar a velocidade da conversação, isso também pode ter outros problemas que irão atrapalhar a sua fluência.Muitas palavras em inglês, apesar de ter o mesmo significado do que no português, são usadas em momentos diferentes, ou até mesmo palavras que tem sua escrita bem semelhante nos dois idiomas, mas tem significados completamente diferentes.É preciso tomar cuidado para não fazer nenhuma besteira na hora de traduzir… Mas, bom mesmo, seria você acostumar seu cérebro a pensar em inglês, e não ficar fazendo a tradução.

Bom, tendo como base esses pilares da fórmula que te passei, ainda tem outras dicas que são muito importantes para você colocar o inglês no seu dia a dia e também formas de estudo que te ajudarão a ficar fluente em inglês de uma forma prática e prazerosa.

Mas, antes disso, vou te fazer um alerta. Tem muitas pessoas que me perguntam: Kevin, é possível aprender a língua inglesa sozinho? Eu te diria que muitas pessoas tiveram sucesso fazendo isso…

Porém, pelo que tenho acompanhado da maioria dos meus alunos, é que isso acontece apenas por terem vergonha de falar inglês errado e serem corrigidos pelos seus colegas, ou até mesmo por nativos!

Meu conselho para você é: não caia nessa armadilha. 

Aprender inglês sozinho pode ser muito mais difícil do que em grupo, além de ser super desmotivador.

Quando você estuda em grupo, ou com uma pessoa para te guiar com as melhores práticas e metodologias, tudo fica mais fácil.

Se as pessoas com quem você tem estudado acabam te gerando medo de falar inglês, encontre outro grupo de estudos…

Estudar em grupo pode te trazer ainda mais motivação…

Você irá seguir um caminho que já foi feito por outra pessoa, ou seja, tem certeza que aquele é o jeito certo para aprende a língua inglesa.

Além de ser mais divertido, é claro. Já imaginou ir para o karaokê com o grupo e cantar várias músicas em inglês? Diversão na certa…

E, claro, se você ainda conseguir conciliar tudo isso com um guia, facilitador ou professor que seja nativo do inglês, melhor ainda. Assim, você tem certeza que a pronúncia que está aprendendo realmente é a certa, e não correrá o risco de falar português-inglês (palavras em inglês, porém com sotaque de português).

Bom, espero, de verdade, que você não caia nessa armadilha de querer estudar sozinho… Já vi várias pessoas fazendo isso e se arrependendo.

Agora que eu já te dei esse importante conselho, vamos focar nas dicas que irão te ajudar a aprimorar ainda mais a fórmula que te passei ali em cima…

Torne o estudo algo prazeroso

Bom, a primeira dica para te ajudar a aprender inglês de uma maneira fácil, rápida e prazerosa, é conseguir conciliar esse aprendizado com algo que você gosta.

Como por exemplo, ouvir música, ver um filme ou uma série, ler textos na internet… E em cima desses três pilares eu e minha equipe criamos uma série de posts que você vai adorar.

Eles são focadas basicamente em compartilhar com você notícias de sites em inglês, músicas em inglês e vídeos em inglês que podem tanto te inspirar, melhorar o ânimo, ensinar alguma coisa, como também te ajudar a praticar o inglês, aprender palavras novas e novos jeitos de montar as sentenças em inglês…

Vou compartilhar alguns dos posts aqui com você:

Ou seja, você não precisa ficar horas sentado em uma mesa para aprender inglês. Não precisa estudar inglês de um jeito tradicional, em que você primeiro aprende as regras gramaticas e depois começa a falar inglês e a realmente colocar em prática os seus aprendizados.

Fuja do método tradicional de ensino

O jeito tradicional de aprender inglês no Brasil, na verdade é basicamente uma cópia do jeito em que os americanos ensinam inglês para os próprios americanos. Sendo assim, eles estão ensinando uma língua em que seus estudantes já são fluentes… 

Por isso, o método de ensino no Brasil já está totalmente defasado. O método em que você fica anos estudando inglês e mesmo assim não fica fluente, já está com os dias contados…

Quem nunca soube da história de um amigo que foi viajar para um país que tem o inglês como idioma oficial e em poucos dias ou meses voltou falando inglês melhor do que seu outro amigo que está faz anos estudando inglês?

Isso acontece pois o amigo que viajou ficou aquele período vivenciando o inglês todos os dias e todas as horas do seu dia a dia…

Coisa que não acontece com quem está estudando inglês apenas duas vezes por semana durante duas horas. Sabe qual é o motivo disso não acontecer? Isso acontece pois, quem estuda duas vezes por semana apenas 1h em cada um desses dias, não vive o idioma.

E é essa a próxima dica! Você vai entender melhor a importância de viver o idioma agora.

Tenha 80% de entrada e 20% de saída

De nada adianta você passar horas estudando a teoria de inglês, se você não colocar em prática todos esses estudos.

E quando falo em colocar em prática, não estou falando apenas em falar inglês… Estou falando também de colocar o inglês no seu dia a dia, aumentar o número de entradas do idioma na sua vida.

Isso pode ser feito através da troca do idioma de configuração do seu computador, colocando uma música em inglês como despertador ou até mesmo assistindo filmes em inglês.

O mais importante é você não perder qualquer oportunidade que tiver para ter contato com o idioma no seu dia a dia.

E a notícia boa é que, para ter 80% de entrada de inglês no se dia a dia, você não precisa necessariamente ir para os Estados Unidos, Inglaterra ou Austrália, por exemplo…

Você pode ficar fluente em inglês sem tirar os pés do Brasil. 

Apenas colocando o inglês no seu dia a dia, em todas as oportunidades que você tiver de inserir o inglês, você já ficará fluente…. ou no mínimo terá mais intimidade com o idioma.

Eu, por exemplo, fiquei fluente em português sem nunca ter colocado meus pés no Brasil. 

Sendo assim, se você está em dúvida se investe em um curso de inglês ou uma vivência em outro país, eu tenho a resposta para essa pergunta nesse post: Aprender Inglês: Curso ou Vivência?

Tenha um roteiro de estudos

Já conheci muitas pessoas, principalmente brasileiros, que diziam não gostar de rotina. E o principal motivo para isso acontecer é que elas não gostam de estar presas sempre nas mesmas atividades…

Porém, ter um roteiro de estudos não significa ter um rotina, viu? Se você pensa assim, pode trocar seu ponto de vista…

Ter um roteiro de estudo significa inserir formas de ter contato com o inglês no seu dia a dia.

Por exemplo, assistir uma série em inglês na hora do almoço, sem legenda, claro.

Ou então ler as notícias sempre em inglês, fazer uma atividade depois do trabalho que seja em inglês (uma aula de yoga ou de culinária, por exemplo).

Preparei um post excelente falando sobre isso. Você não vai se arrepender em ler o post “Como Aprender Inglês: Roteiro de Estudos“.

Acredite em você e na sua capacidade de aprender inglês

Pois é, estudar inglês não é falar apenas sobre teorias e práticas do idioma, mas também sobre seus pensamentos e sua mente…

Quais são os pensamentos que você tem alimentado sobre você mesmo e sua capacidade de aprender inglês?

Isso impacta diretamente no seu dia a dia de estudo… Tanto para o positivo, quanto para o negativo.

Você acredita que é possível aprender inglês de uma foma fácil, rápida e prazerosa? Se acreditar que sim, você chegará lá. Assim como se não acreditar, você não irá chegar a lugar nenhum…

Nosso cérebro é algo muito poderoso e, para atingir nossos objetivos, temos que saber como manipular nossos pensamentos para fazer com que a gente realmente chegue onde queremos.

E você, está pronto para alimentar pensamentos positivos sobre você mesmo? Qual é o pensamento positivo ou a frase que você dirá para você mesmo quando achar que não irá conseguir aprender inglês de uma forma fácil, prazerosa e rápida?

Ter uma frase fortalecedora para dizer a você mesmo nos momentos difíceis também é uma forma de trabalhar a mente.

Estabeleça metas alcançáveis

Para aprender inglês sem frustrações, você precisa também cuidar com as suas expectativas.

Eu, por exemplo, fiquei fluente em português depois de 4 meses… Mas isso não quer dizer que outra pessoa ficará fluente no mesmo tempo que eu!

Pode ser que algumas pessoas demorem mais, como também pode ser que outras demorem menos… E está tudo certo assim!

O mais importante é você se conhecer e perceber qual é a meta possível para você.

E a meta não precisa ser apenas de fluência, ou seja, ficar fluente em tanto tempo…

Você pode ter como meta estudar inglês 30 minutos por dia, ou escutar pelo menos 4 músicas em inglês por dia… Ou até mesmo fazer uma lição por dia em aplicativos que te ensinam um novo idioma.

Fiz um post falando sobre como usar aplicativos para aprender inglês. A tecnologia está aí para nos ajudar, então vamos fazer uso dela, não é mesmo?

Se você gosta de tecnologia e quer usá-la para te ajudar a aprender inglês, não perca a oportunidade de ler esse post: Aprendendo Inglês com Aplicativos.

Escolha o curso certo

Escolher o curso certo para te ajudar a conquistar a fluência em inglês é muito importante.

E hoje em dia tem tantas opções que acaba ficando muito difícil saber como escolher um curso certo e qual critério usar.

Eu preparei um post falando sobre como escolher o curso de inglês certo, são basicamente três pontos que você deve reparar:

  • Escolha um curso que ensina a praticar o inglês: tem muitas cursos que são focados apenas na teoria. Eles ficam anos te ensinado sobre regras gramaticais, vocabulários e etc. Porém, como focam demais na teoria, você acaba demorando para ficar fluente em inglês.
  • Pesquise sobre o curso: veja quais foram as pessoas que fizeram o curso, se elas tiveram sucesso na fluência e se o professor é nativo no inglês. Ser nativo faz toda a diferença, já que você terá certeza de que aprenderá a pronúncia certa.
  • Combina com a sua vida?: os cursos presenciais tem a questão do trânsito, dos horários fechados para fazer as aulas e também a falta de flexibilidade para você estudar na hora que melhor lhe convém. Por isso, pense como seria seu dia a dia fazendo o curso que você está pensando e se ele não irá limitar a sua vida.

Gramática também é importante

Sim, gramática também é importante. Porém, você não pode acreditar que saber as regras gramaticais são um requisito para que você consiga falar inglês com um nativo, por exemplo.

Se você acreditar nisso, estará usando os mesmos métodos de ensino do método tradicional que já falei ali em cima que está defasado…

Por isso, estude a gramática, mas não ache que se não souber tudo sobre gramática você não pode se comunicar com outras pessoas, ok?

Então, para te ajudar nessa missão, separei alguns posts aqui do blog que irão te ajudar nisso.

Esses são alguns dos posts que eu sugiro você dar uma lida, mas pode ter certeza que tem muito mais aqui no blog, já que todos os dias estou postando novos conteúdos.

Se você quiser estudar mais conteúdos, é  só você dar uma olhadinha nos posts antigos, caso termine de estudar esses posts que compartilhei com você.

E também vale a pena acompanhar as novas postagens que estou sempre fazendo aqui no blog…

Acompanhar minhas postagens vai fazer grande diferença no seu aprendizado, já que aprender inglês pode ser algo muito difícil se você não estiver sendo guiado pelo método certo, não estiver motivado e ainda por cima focado apenas em aprender a teoria.

E essa é minha grande missão aqui no Brasil… Quero ajudar o máximo de brasileiros a ficarem fluentes no inglês.

Por isso, cada vez mais dedico meus dias a compartilhar dicas, insights e conteúdos de uma forma em geral para tornar o seu aprendizado em inglês cada vez mais fácil, rápido e prazeroso.

Pode ter certeza que eu sei das suas dificuldades no dia a dia, sei que elas podem ser desmotivadoras e te tirar do caminho que você tanto quer estar…

Mas, se você seguir minhas dicas, continuar buscando pessoas que estejam no mesmo movimento que o seu, e que estejam dispostas a aprender junto contigo, sem julgamentos, pode ter certeza que você chegará lá… que você irá conquistar a fluência que tanto sonha.

Já passei por esses momentos de dificuldades na hora de aprender um idioma 5 vezes na minha vida, e sei que a tarefa pode não ser fácil. Mas, se você usar as estratégias certas, quando você menos perceber estará falando inglês como se estivesse falando português.

Por isso, é muito importante que você foque em praticar um pouco de inglês todos os dias. Isso te dará cada vez mais confiança para continuar aprendendo mais e mais… E isso é muito importante para te manter motivado.

Então, o que você vai fazer hoje para praticar o inglês? Esse é meu desafio do dia para você…

Foi muito bom fazer essa revisão com você, espero que tenha gostado também.

Se gostou, não esqueça de compartilhar com os seus amigos esse post, ok?

Tenho certeza que eles ficarão felizes em saber que você lembrou deles…

Sucesso para você nessa jornada e conte comigo para o que precisar.