Aprender inglês com textos #A Town Mouse and A Country Mouse

Olá, hello!

Chegou a hora de você aprender inglês com um texto bem legal.

A Town Mouse and A Country Mouse

A Town Mouse and a Country Mouse were friends. The Country Mouse one day invited his friend to come and see him at his home in the fields. The Town Mouse came and they sat down to a dinner of barleycorns and roots the latter of which had a distinctly earthy flavour.

The flavour was not much to the taste of the guest and presently he broke out with “My poor dear friend, you live here no better than the ants. Now, you should just see how I fare! My larder is a regular horn of plenty. You must come and stay with me and I promise you shall live on the fat of the land.”

So when he returned to town he took the Country Mouse with him and showed him into a larder containing flour and oatmeal and figs and honey and dates.

The Country Mouse had never seen anything like it and sat down to enjoy the luxuries his friend provided. But before they had well begun, the door of the larder opened and some one came in. The two Mice scampered off and hid themselves in a narrow and exceedingly uncomfortable hole. Presently, when all was quiet, they ventured out again. But some one else came in, and off they scuttled again. This was too much for the visitor. “Good bye,” said he, “I’m off. You live in the lap of luxury, I can see, but you are surrounded by dangers whereas at home I can enjoy my simple dinner of roots and corn in peace.”

Um rato da cidade e um rato do campo

Um rato da cidade e um rato do campo eram amigos. O Rato do Campo um dia convidou seu amigo para vir e vê-lo em sua casa nos campos. O Ratinho da Cidade veio e eles se sentaram para um jantar de cevada e raízes, o último dos quais tinha um sabor distintamente terreno.

O sabor não era muito ao gosto do hóspede e logo ele começou com “Meu pobre querido amigo, você mora aqui melhor que as formigas. Agora, você deveria ver como eu me sinto! Minha despensa é uma corneta comum. Você deve vir e ficar comigo e eu prometo que você deve viver na gordura da terra “.

Então, quando ele voltou para a cidade, ele levou o Rato do campo com ele e mostrou-o em uma despensa contendo farinha e farinha de aveia e figos e mel e tâmaras.

O Rato do Campo nunca tinha visto nada parecido e sentou-se para desfrutar dos luxos que o amigo lhe proporcionara. Mas antes de começarem bem, a porta da despensa se abriu e alguém entrou. Os dois ratos correram e se esconderam em um buraco estreito e extremamente desconfortável. No momento, quando tudo estava calmo, eles se aventuraram novamente. Mas alguém mais entrou e eles voltaram a afundar. Isso foi demais para o visitante. “Adeus”, disse ele, “eu estou fora. Você vive no colo de luxo, eu posso ver, mas você está cercado de perigos, enquanto em casa eu posso desfrutar do meu simples jantar de raízes e milho em paz”.

E aí, qual é a reflexão que você tira com esse texto?

Abraços e até mais….