Aprenda definitivamente como usar be + being

Olá, bom dia!

Hi, good morning!

How are you doing today? Como você está hoje?

Preparado para aprender mais  um conteúdo bacana aqui no blog? Espero que sim, pois eu estou super preparado para repassar a você o conhecimento que tenho sobre o assunto de hoje…

E essa semana eu já postei vários posts bem legais, você viu? Se não viu, dá uma olhada em alguns deles:

Nossa, sempre tenho muitas ideias de conteúdo para compartilhar com você. E hoje um aluno veio me perguntar sobre um assunto que ainda não tinha comentado no blog, por isso resolvi escrever sobre ele.

Como você deve saber, as suas dúvidas são a minha inspiração para escrever todos os dias nesse blog. Sempre que preparo um conteúdo, penso no que seria ideal para você que me acompanha…

Sei que muitas escolas acabam focando muito do seu ensino na parte teórica do ensino e aprendizado do inglês, ou de qualquer idioma. Mas, na prática, eu sei que isso não é muito efetivo…

Você já deve ter ouvido falar de pessoas que ficaram anos estudando inglês e, quando chegaram nos Estados Unidos, não conseguiam entender nada do que o nativo estava falando, certo?

Isso acontece pois, durante seus estudos, provavelmente essa pessoa ficou muito focada na teoria e pouco na prática. E, pode ter certeza que a teoria e a prática devem andar lado a lado, pois elas são muito importantes…. Nenhuma é mais importante que a outra.

Por isso, aqui no blog eu sempre compartilho com você formas para te ajudar a praticar toda a teoria que compartilho com você.

Dá uma olhada nesses posts, se você quiser melhorar a sua prática:

E, agora que você viu alguns posts sobre a prática, que tal falarmos um pouco sobre a teoria? Pois é nisso que eu quero focar no post de hoje…

Verbo to be: being x be

Se você me acompanha, já deve ter me ouvido falar que o verbo to be é um dos mais importantes da língua inglês, certo?

E, como verbo mais importante, ele pode ser usado de diversas formas – e também gerar muitas dúvidas por causa disso.

Uma dessas dúvidas, que recentemente um aluno fez para mim e despertou minha vontade de escrever esse post, foi a relação entre o verbo to be e o being. Então, qual a diferença entre eles?

O verbo to be você já sabe qual é, não é mesmo? Esse aqui:

I am
You are
He/ She/ It is
We are
They are

Bom, então, dito isso, vamos falar sobre o being. Ele é bem fácil de aprender, até porque tem uma relação direta com uma forma de verbo bem usada no Brasil, que é o gerúndio.

Sabe quando a atendente de telemarketing te diz: vou estar atendendo o senhor em alguns minutos? Então, esse “atendendo” é o verbo em gerúndio.

Sendo assim, o being nada mais é do que o verbo to be no gerúndio.

Agora que você já sabe melhor sobre o que é o being, que tal aprender a usá-lo?

Vamos lá…

Como usar o being?

A melhor forma de você usar o being em inglês, é como um verbo auxiliar do próprio verbo to be, ou seja, junto com o am, are ou is.

Para você entender melhor, eu vou te dar alguns exemplos:

  • You are being rude. (Você está sendo mal educado.)
  • I am being honest with you. (Eu estou sendo honesto com você.)
  • You are being modest. (Você está sendo modesto.)
  • She is being bad. (Ela está sendo má.)
  • You are being very romantic. (Você está sendo muito romântico.)
  • He is being selfish. (Ele está sendo egoísta.)

Deu para entender melhor? Espero que sim!

Mas, além de saber disso, vou te atentar para outro ponto importante. Você também pode usar apenas o verbo to be para expressar algumas qualidades fixas da pessoa, Vou usar as mesmas frases anteriores como exemplo para você entender melhor:

  • You are rude. (Você é mal educado.)
  • I am honest with you. (Eu sou honesto com você.)
  • You are modest. (Você é modesto.)
  • She is bad. (Ela é má.)
  • You are very romantic. (Você é muito romântico.)
  • He is selfish. (Ele é egoísta.)

Você conseguiu reparar a diferença entre as duas frases?

No primeiro caso, a pessoa citada estava sendo aquilo por um período, ou seja, temporariamente. Ela estava sendo egoísta, estava sendo rude…

Porém, no segundo caso, em que não usamos o being, aquela era uma qualidade fixa da pessoa, algo que não muda, que ela é aquilo e pronto. Ela é uma pessoa egoísta, uma pessoa rude…

Conseguiu perceber a diferença entre os dois exemplos? Pode parecer pouca coisa, mas são diferenças bem importantes na hora de falar…

Pois uma coisa é você ter um momento em que é rude, outra coisa é você ser rude mesmo, em todos os momentos, não é mesmo?

Então, é isso que eu tenho para compartilhar com você hoje. Espero que tenha gostado e que também tenha tirado todas as suas dúvidas. Qualquer coisa comenta aqui no blog, ok?

E não esqueça de praticar o que aprendeu. Se quiser aceitar o desafio do dia, comente aqui no blog 3 frases usando o being (não vale repetir as frases que dei como exemplo aqui).

Então por agora é isso…. Se gostou do post, compartilhe com os seus amigos!

Abraços e até mais…

Bye, bye! See you…