7 Dicas Fáceis Para ter Mais Tempo com Inglês

Olá, hello!

How are you today? Como você está?

Você poderia me responder assim: I am very good, and you?

E eu te responderia: I am very good, too. Thanks. ( Eu também estou muito bem, obrigada).

E assim já seria uma ótima maneira de começar uma conversa com o gringo…

Mas, é também nesse momento que começa o apavoro de muitos brasileiros! Afinal de contas, muitas dúvidas começam a surgir…

Será que eu vou conseguir entender o que ele vai falar? Será que vou conseguir falar alguma coisa com ele, ou ficarei muito nervoso ou nervosa?

Falando em nervosa, nossa… Esse com certeza é um dos grandes problemas na hora de falar inglês. Quem não tem segurança do seu conhecimento, da sua fluência, acaba ficando tão nervoso ou nervosa, que na hora de falar dá aquele famoso branco.

Passa horas e horas do dia estudando inglês, mas na hora da prática acaba “colando as placas”, que nem diz uma expressão brasileira, e não sabe o que falar….

Isso é muito mais comum do que você imagina, e se isso aconteceu com você, não fique com vergonha. O que você deve fazer, mesmo, é buscar uma solução para isso.

E, aqui no meu blog, eu sempre busco te dar a solução para esse tipo de problema… E a primeira coisa que eu sempre falo é que estudar inglês não precisa ser algo chato, pesado e que você não queira fazer.

Afinal de contas, estudar inglês é algo que a gente faz pensando também nos benefícios que essa nova língua pode nos trazer…

Seja uma nova oportunidade de emprego, seja poder aumentar as fronteiras do seu próprio negócio, ou quem sabe viajar o mundo e conhecer novas culturas… Enfim, as possibilidades são inúmeras, e com certeza todas elas são boas.

Então, porque motivo as pessoas acham que precisam sofrer ou até mesmo passar horas e mais horas para aprender inglês e ser fluente no idioma?

Eu sou completamente contra isso! Sou completamente contra esse processo tradicional de estudo de inglês, onde para um aluno ser bom ele precisa ficar horas lendo um livro cheio de regras gramaticais, sentado em uma cadeira e dentro de uma sala de aula.

Esse método de ensino é muito antigo e arcaico, gente. Sem falar, que é um método de ensino do inglês para os próprios americanos.

E é importante reforçar que com isso, não quero dizer que a gramática não é importante. Muito pelo contrário, ela é super importante. O que eu quero dizer é que a gramática é tão importante quanto a prática.

Sem a prática, a gramática não serve pra nada. Sem falar que é a prática que irá nos ajudar a memorizar tudo que precisamos memorizar na hora de aprender um novo idioma.

E, para te mostrar como eu realmente acredito na importância da gramática, vou compartilhar com você alguns posts que eu escrevi apenas essa semana e que são relacionados ao assunto.

Dá uma olhada neles:

Bom, depois que você ler todos esses posts, não vá para o outro extremo, tá? De ficar enlouquecido com a gramática. Como eu te disse antes, aprender a gramática é importante, mas não tem mais valor do que a prática do inglês.

Muitos brasileiros valorizam a gramática e esquecem da prática. Mas isso tem uma justificativa…

Você sabia que alguns anos atrás, alguns brasileiros visitaram os Estados Unidos e trouxeram de lá o método de ensino de inglês? A princípio essa atitude poderia ter toda a lógica do mundo, mas se pararmos para pensar num ponto de vista em específico, você verá que não tem lógica nenhuma…

E eu vou te falar agora sobre esse ponto de vista!

O método antigo de ensino não tem lógica nenhuma, pois ele foi feito para pessoas que já sabiam falar inglês. Quando um nativo entra na escola, assim como os brasileiros, eles já sabem falar o idioma local.

Eles podem não saber escrever, não falar direito conforme as normas cultas, mas com toda a certeza do mundo eles já sabem como falar esse idioma.

Então, nesse caso, faz todo o sentido esse aluno ficar estudando apenas as regras gramaticais e se aprofundar nisso, pois ele já sabe falar. Ele já aprendeu a falar como criança.

E sabe o que acontece quando esse método é aplicado no Brasil? O método de ensino de inglês para quem já é falante da língua? Esse método não funciona…

Pois, os brasileiros que começam a fazer esse curso, estão focados também em aprender a falar inglês… além de escrever, entender, e etc, etc.

E, como eu disse antes, o método nos Estados Unidos funciona pois é focado para os já falantes do idioma.

Sendo assim, se você quiser começar a aprender inglês e ser fluente o mais rápido possível nessa língua, comece “soltando sua língua”… comece falando o idioma, praticando, não tendo vergonha de falar, mesmo que seja errado.

Como uma criança começa a aprender a falar? Errando, não é mesmo? Errando, tentando de novo, errando, tentando de novo… até que chega a hora em que ela aprende e não fala mais errado.

Por isso, você também deve aprender inglês como uma criança… E isso não significa que você é um burro, como eu sei muito bem que muitos brasileiros acreditam nisso.

Até porque, uma criança é o ser mais esperto que existe. Eles aprendem tantas coisas em tão pouco tempo, tudo para eles é muito fácil de ser ensinado e aprendido. Então, se você, quando adulto, aprender como uma criança, isso é uma baita conquista.

Então… vamos parar para refletir! Como uma criança aprende a falar?

Prestando atenção no que os outros falam, tendo contato com o idioma das mais diversas formas, fazendo relações entre o vocabulário e alguma ação que represente essa palavra… enfim!

São muitas maneiras….

E é sobre essas maneiras e muitas outras que eu vou falar agora!

Então, quer saber como ter mais tempo para falar inglês e atingir sua fluência mais rápido?

Vamos lá para as minhas 7 dicas infalíveis que irão te ajudar a falar inglês mais rápido, fácil e de um jeito divertido.

Pense como uma criança

Como eu disse antes, aprender inglês pode ser muito mais fácil se você fizer isso com a mentalidade de uma criança.

Muitas pessoas perdem tanto tempo tentando fazer as coisas de um jeito mais difícil, só porque falaram pra ela que esse é o jeito certo, que ela nem para para pensar e questionar se aquele realmente é o melhor jeito.

Economizar tempo também passa por se questionar se o que você está fazendo está de acordo com o que espera. Por isso, pode ter certeza que se você mudar sua mentalidade e começar a focar no aprendizado como uma criança, com certeza vai ganhar muito tempo – e de brinde vai ganhar também muito mais leveza nos seus estudos.

E quando eu digo para você ter a mentalidade de uma criança, digo para você não ter medo de errar, para você aprender inglês naturalmente e inserindo ele no seu dia a dia.

Quer saber melhor como inserir o inglês no seu dia a dia? Então, dá uma olhada na próxima dica.

Insira o inglês no seu dia a dia

Para estudar inglês, você não precisa reservar horas e mais horas do seu dia para sentar em uma cadeira dentro de uma sala de aula e estudar inglês.

Estudar inglês pode estar numa série que você assiste, numa música em inglês que você ouve, numa notícia internacional que lê. Enfim, os modos são os mais diversos, basta você usar sua criatividade.

Quando você acordar, por exemplo, pode colocar no seu despertador uma música em inglês. Indo para o trabalho, pode colocar um podcast sobre um assunto que você gosta, em inglês, claro.

Na hora do almoço, pode ver algumas reportagens em inglês ou assistir uma série em inglês também. No final do dia, pode ir para um grupo de conversação em inglês, ou até mesmo alguma outra atividade que você goste em inglês.

Vale até mesmo você arrumar um tempinho para se divertir vendo a nossa série de vídeos do Super Gringo.  Lá, eu sempre compartilho com você uma situação engraçada em que alguns brasileiros passam e adivinha o que acontece?

Eles são salvos pelo Super Gringo! É demais… eu me divirto muito fazendo esses vídeos, e tenho certeza que você também vai se divertir vendo eles.

Vale também você dar uma olhada no meu canal e ver as outras playlists que separei para você.

Tem vídeos com dicas de como aprender inglês, uma série de vídeos de inglês na prática, tem também o minuto de inglês, e até mesmo a playlist de vídeos sobre inglês para viagens. 

Tem para todos os gostos, e como eu disse, para tornar o seu estudo mais prazeroso, é importante que você coloque essas atividades em algo que você goste.

E aí entra minha próxima dica.

Alie o inglês a algo que você goste

Quem disse que estudar inglês precisa ser algo chato? Algo nada prazeroso? Algo entendiante?

Eu que não fui… Muito pelo contrário! Eu sempre defendo a ideia de que aprender inglês, ser fluente em inglês, pode acontecer de um jeito muito fácil, rápido e prazeroso.

Basta você seguir as minhas dicas que sempre compartilho aqui no blog.

Para fazer isso, uma das minhas dicas é você aliar algo que você goste com o inglês.

Por exemplo, montar um grupo de culinária onde só podem falar inglês. Ou quem sabe um grupo de yoga, ou aquele pôker ou futebol da semana, só poder falar inglês.

Vale até mesmo assistir um vídeo no Youtube, ou vários vídeos no Youtube, sobre algum assunto que você gosta. E, será que dá pra aprender inglês vendo vídeo no Youtube?

Dá sim, e eu vou te mostrar como nesse post aqui:

Enfim, use a criatividade! A regra aqui é você conseguir aliar o aprendizado de inglês com algo que você goste muito.

E não me venha com aquele papo de que você tem vergonha de falar inglês, que tem medo dos outros te julgarem e etc, tá? Todos estarão aprendendo que nem você.

Mas, se não quiser falar com outros brasileiros em inglês, então, pode também seguir a minha próxima dica.

Conheça e converse com gringos

Se tem uma coisa que eu sou complemente apaixonado, é como a internet quebrou as barreiras do mundo. Eu, que sou americano, estou na Dinamarca escrevendo um post para você que está no Brasil.

Você já parou para pensar quanto tempo isso iria levar se estivéssemos num mundo sem internet? Na verdade, não sei nem se isso seria possível…

Então, se a sua desculpa para não conversar com um gringo, é que você não conhece ninguém que seja de outro país… Pode inventar uma desculpa nova, pois essa não cola comigo, não!

Tem vários sites, programas de mensagens e afins que vão te ajudar a achar alguém que você curta conversar e que tenha interesses em comum com os seus.

Sem falar, que não para de chegar gringos no Brasil, né? Então, se você mora em uma cidade turística, ou que recebe um alto fluxo de gringos por algum outro motivo, jogue a sua vergonha fora e vá conversar com eles, fazer novas amizades e se divertir aprendendo inglês, combinado?

Falando em conhecer gringos e fazer novas amizades, para muitos essa é a grande motivação para aprender inglês… Falando em motivação, isso é algo muito importante para aprender inglês!

Vou falar sobre isso agora para você…

Tenha uma motivação

Quando nós estamos motivados, é muito fácil arrumarmos um jeitinho de atingir nossos objetivos.

Uma amiga minha um dia me disse que não existe falta de tempo, existe falta de prioridade. Ou seja, se você não tem tempo para estudar inglês, é porque isso não é uma prioridade para você.

E, se tiver a motivação certa, com certeza isso irá virar uma prioridade na sua vida.

Por isso, te faço uma pergunta: qual é a sua motivação para aprender inglês?

Pare e reflita bem sobre esse assunto… E, na hora que vier na sua mente que você não tem tempo para estudar inglês, lembre da sua motivação e do que te fez chegar até onde está.

Combinado? E, para facilitar ainda mais os seus estudos, e tornar o seu tempo mais produtivo do que é hoje, é muito importante você seguir essas últimas dicas que vou te dar no post de hoje…

Use seus canais de percepção

Os Canais de Percepção são as formas em que os indivíduos percebem com mais facilidade as informações do mundo e são divididos em três partes: visual, cinestésico e auditivo.

Você concorda que, se você for uma pessoa auditiva e estiver estudando de uma forma visual, você estará perdendo seu tempo?

Tá, talvez não perdendo o seu tempo… Mas, com certeza não estará aproveitando ele do jeito que poderia aproveitar.

Então, pare para pensar: qual é seu canal de percepção?

Normalmente as pessoas têm mais de um canal de percepção, só que em pelo menos um deles ela tem muita facilidade de aprendizado.

Se você quiser saber um pouco mais sobre os canais de percepção, dá uma olhada nesse post:

E, por último, vou te dar uma dica que é muito importante… pois eu deixo a cereja do bolo para o final! hehehe

Organize um plano de estudos

Mesmo se você for uma pessoa desorganizada, você vai precisar organizar os seus estudos para ganhar tempo ao aprender inglês.

Você pode ter sua agenda toda atrapalhada, sem uma rotina ao certo, sem horários determinados para aprender inglês… Mas você vai precisar estabelecer ao menos uma meta por semana.

O ideal é que você estabeleça horários do seu dia, ou da sua semana, em que você irá parar para aprender inglês.

E não vale arrumar nenhuma desculpa para fugir desse horário, hein? Nem a morte da sogra… hahaha… Pois esse vai ser seu horário padrão para aprender inglês.

Pode até mesmo estabelecer rotinas em cima do que eu falei ali em cima, de colocar o inglês no seu dia a dia.

Acordar ouvindo uma música em inglês, ver uma série ou um noticiário todos os dias, enfim. O mais importante é você estabelecer um plano de estudo e o mais importante: seguir ele!

Tem muita gente que cria um plano tão lindo, mas tão lindo, que não consegue colocar ele em prática. Por isso, é muito importante que você faça um plano de acordo com a sua realidade, que seja alcançável para você, combinado?

Então, essas foram as minhas 7 dicas, o que achou? Gostou?

Espero que sim, pois todas elas eu compartilhei com você em cima da minha própria experiência, ao aprender 5 idiomas diferentes, e também dos meu alunos, é claro.

Ah, e também tenho o meu mini laboratório em casa…hahaha

Estou ensinando inglês para as minhas filhas… Como eu disse antes, nós moramos na Dinamarca, por isso elas não tem contato com a língua inglês e nem com a cultura americana. Como eu sou o pai delas (ao menos é o que minha mulher me diz), e elas têm no sangue a cultura americana, eu tento fazer de tudo para que elas tenham o mínimo de contato com a minha cultura e língua.

Por isso, tenho ensinado dentro de casa o idioma para elas também. E é tão incrível ver o quanto elas aprendem rápido e de um jeito super fácil. Claro, eu tenho que impor as regras e os limites, mas elas adoram aprender inglês.

E eu adoro ensiná-las…. Afinal de contas, é isso que faço na minha vida profissional, então é uma grande alegria para mim fazer isso com elas também.

No caso delas, todos os dias elas podem tirar as dúvidas que tem comigo né… Mas, se você tiver alguma dúvida que queira me fazer, é só você acompanhar a série de posts e vídeos que estou fazendo e que chamei de “Pergunte ao Gringo”

Nessa série de posts, eu sempre vou responder detalhadamente a pergunta de uma pessoa aqui no blog e no Youtube…

Então, se você tiver alguma dúvida, é só comentar nos posts da série e torcer para que eu responda. O critério que estou usando para escolher as perguntas é a quantidade de pessoas que tem a mesma dúvida…

Por isso, vai ajudar muito se você reunir seu grupo de amigos e pedir para eles reforçarem a sua pergunta, ou seja, falar que eles tem a mesma dúvida que você, ou comentar e curtir a sua pergunta. Combinado?

Enquanto a sua pergunta não é respondida, você pode dar uma lida nos posts que eu fiz respondo as dúvidas dos seus colegas… Olha aí:

Então, por hoje é isso pessoal…

Espero que vocês tenham aproveitado muito o carnaval de vocês! E, se quiserem revisar um pouco os posts que fiz com esse assunto aqui no blog, é só dar uma lida nesses posts aqui:

Então, até mais!

See you, guys… Bye, bye!

(Até mais, pessoal… tchau, tchau!)

Take care! (Cuide-se)